pt-br

O trabalho no setor saúde: o que está acontecendo no mundo e no Brasil.

Descrição: 
Apresentação que visa discutir a gestão dos recursos humanos em saúde no Brasil e no mundo, abordando pontos como o descumprimento de metas de desenvolvimento, a exaustão de reformas excludentes, persistência de iniqüidades (90% dos recursos atendem 12% da população mundial), enfermidades negligenciadas como a AIDS na África e a carência mundial de profissionais em saúde. Expõe dados estatísticos de expectativa de vida, trabalhadores na área da saúde por continente, recursos usados na remuneração de trabalhadores, entre outros. Mostra o cenário brasileiro da gestão do trabalho em saúde, apontando o que levou a saúde a esta situação como o esvaziamento pela reforma do estado, a precarização dos vínculos, a desvalorização dos trabalhadores, a luta pela retomada da discussão da carreira do servidor em saúde e a presença maior do estado. Propõe inovações para a melhoria do aprendizado para a área da saúde.

Avaliação do desempenho do sistema de saúde no Brasil e os sistemas de informação.

Descrição: 
Apresentação que avalia o Sistema de Saúde Brasileiro, definindo sistemas de saúde, seus princípios, metas, objetivos, sua estrutura e desempenho. Expõe a nova Proposta de Avaliação do Desempenho do Sistema de Saúde Brasileiro (PROADESS), definindo acesso e indicadores de acesso. Discute a questão da disponibilidade dos indicadores, apontando o panorama geral das informações em saúde no Brasil e os esforços do Ministério da Saúde que já disponibiliza esses dados na Internet e em CD-ROM.

Conferência Nacional de Saúde do Trabalhador, 3º, 2005

Descrição: 
Apresentação que aponta as propostas e expectativas a serem apresentadas na 3ª Conferência Nacional de Saúde do Trabalhador, que aconteceu no fim do ano de 2005. Apresenta dados da empregabilidade no Brasil, onde 82 milhões de pessoas compõem a população economicamente ativa do país, sendo que destes só 41 milhões estão empregados e 22 milhões sem carteira assinada. Analisa dados da previdência social sobre acidentes de trabalho entre 1999 e 2003, onde cerca de 1,9 milhões de brasileiros sofreram algum tipo de acidente, que resultaram em mais de 15 mil óbitos e 72 mil indivíduos com incapacidade permanente de trabalho. O arquivo está disponível para leitura e/ou download no ícone ao lado.

Céticos e Esperançosos: perspectivas da literatura sobre participação e governança.

Descrição: 
Revisão de literatura que propõe uma discussão sobre como os fóruns participatórios afetam a gestão e implementação de políticas públicas na área de saúde, utilizando como base visões céticas e esperançosas de vários autores. Inclui os conceitos de fóruns institucionalizados, participação e governança.

Diretrizes do Projeto do Controle Social da Saúde do Trabalhador - SUS.

Descrição: 
Apresentação que trata da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador no SUS (RENAST) mostrando o seu processo de construção, estrutura, organização, recursos financeiros, recursos humanos, articulações com outras áreas do SUS, comunicação intra-setorial e linhas de ação na vigilância em saúde do trabalhador. Inclui fotos de trabalhadores em condições de risco a sua saúde.

Histórico das Conferências Nacionais de Saúde do Trabalhador.

Descrição: 
Apresentação que traz um histórico das duas primeiras Conferências Nacionais de Saúde do Trabalhador, realizadas em dezembro de 1986 e março de 1994, ambas em Brasília. As Conferências tiveram como metas promover um amplo diagnóstico da situação da saúde dos trabalhadores brasileiros, debater a questão da segurança no local de trabalho e a construção da Política Nacional de Saúde do Trabalhador.

Programa de Apoio ao Fortalecimento do Controle Social no SUS: Capacitação de conselheiros estaduais e municipais de saúde.

Descrição: 
Apresentação que detalha o Programa de Apoio ao Fortalecimento do Controle Social no SUS, através do Projeto de Capacitação de Conselheiros Estaduais e Municipais de Saúde, desenvolvido pelo Ministério da Saúde em parceria com um consórcio formado pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca – ENSP/FIOCRUZ, pelo Núcleo de Estudos em Saúde Pública – NESP/UNB, pelo Departamento de Medicina Preventiva e Social – DMPS/FCM/UNICAMP e pelo Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva – NESCO/UFMG. A proposta do programa é fortalecer a atuação dos conselheiros de saúde como elementos catalisadores da participação da sociedade no processo de implementação do SUS. O Curso já formou 31.556 conselheiros em todo o país.

A violência dramatiza causas: o dilema da inclusão e da exclusão.

Descrição: 
Palestra que discute o perfil da morbimortalidade na atual sociedade brasileira, demonstrando que está mais relacionado ao estilo de vida do que a problemas biológicos propriamente ditos. Trata da violência da delinqüência relacionada com a violência social e da mulher, pois mostra que no Brasil violência é coisa de gênero, do gênero Masculino e se concentra principalmente na juventude entre 15 e 25 anos de idade podendo chegar aos 29 anos. Discute o aumento do acesso às armas de fogo a partir dos anos 70, a questão do crescimento demasiado das áreas urbanas e a crise no sistema de segurança pública.

Caminho da paz com garantia de direitos.

Descrição: 
Reportagem gravada no dia do ato contra a violência, que fechou a Avenida Leopoldo Bulhões, em manguinhos, e contou com a participação de várias instituições, como a Fiocruz, além de representantes dos governos, federal, estadual e municipal. São exibidos diversos depoimentos de moradores e participantes da agenda redutora da violência exaltando o caráter social do evento.

A contaminação por substâncias tóxicas persistentes na biota Amazônica: mercúrio e DDT.

Descrição: 
A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) mantém, a mais de 20 anos, um convênio com a Universidade Federal de Rondônia (UNIR) que tem por objetivo monitorar a qualidade da água do rio Amazonas e seus afluentes e o impacto na saúde da população e da região. O estudo teve início na década de 80, onde se concentrou nos garimpos de ouro do Rio Madeira e a análise dos reservatórios das hidroelétricas devido ao uso do mercúrio e na década de 90 a dinâmica dos inseticidas DDT (malária). Apresenta vários gráficos contendo a evolução da contaminação da região, seja na qualidade da água do Rio Amazonas e seus afluentes, na erosão do solo, no desaparecimento dos peixes e o impácto na população e seus descendentes, através do cromatograma dos peixes e do leite materno.

Páginas

Inscreva-se em pt-br