Learning Object

Informação na Saúde Suplementar

Descrição: 
Coleta de dados; qualidade e completude dos dados,disseminação de informação em saúde suplementar.

Caso Clinico Gerencial: Limitada qualidade assistencial e inadequada gestão da UTI Neonatal do HSJB.

Descrição: 
Este trabalho expõe de maneira objetiva todo o processo de avaliação da qualidade assistencial e a gestão da UTI Neonatal do Hospital São João Batista, comparando a situação encontrada em 2001, através de gráficos e tabelas, as medidas adotadas para reestruturar o atendimento, os resultados obtidos, a avaliação do processo como um todo e a nova realidade da UTI Neonatal em 2004.

O que é uma Instituição de Longa Permanência?

Descrição: 
Apresentação que aborda o contexto histórico das instituições de longa permanência para idosos no Brasil e as mudanças ocorridas nos últimos anos, tanto para políticas públicas quanto para longevidade dos idosos. Analisa como seria um modelo ideal de Instituições de longa permanência e as leis que garantem o seu bom funcionamento.

Políticas de Saúde e as Instituições de Longa Permanência: protegendo dentre os frágeis os mais frágeis.

Descrição: 
Apresentação que discute o papel da família e das instituições de longa permanência para idosos, destacando o compromisso do Ministério Público de capacitar profissionais que possam lidar com a problemática da saúde da pessoa idosa e que sejam capacitados para fazer avaliações de riscos dos locais utilizados pelos idosos. O autor reforça o seu receio em relação às medicações calmantes administradas sem critérios pelos profissionais em instituições para idosos.

Projeto Horizonte (Belo Horizonte - MG) - Coorte de homossexuais e bissexuais masculinos HIV Negativos: Discussão metodológica - 1994-2005.

Descrição: 
Estudo que teve início em 1994 e propôs a formação de uma coorte de homossexuais e bissexuais masculinos, residentes em Belo Horizonte, Minas Gerais, para determinar a incidência e prevalência da infecção pelo HIV, avaliar o impacto de intervenções educativas e aconselhamento na incidência desta infecção e fazer um cadastro para utilização em possíveis ensaios clínicos de vacina Anti-HIV. Inclui toda a metodologia utilizada no estudo, dados com o perfil dos participantes, estratégias utilizadas pela equipe para maximizar a participação, comparações entre os participantes, taxas de incidência de soropositivos durante o acompanhamento, nível de escolaridade e as conclusões do estudo.

Resultados da Pesquisa: Vigilância Civil da saúde na atenção básica: uma proposta de ouvidoria coletiva na AP 3.1, Rio de Janeiro.

Descrição: 
Apresentação que aborda a questão da atenção à saúde e o acesso aos serviços oferecidos pelo governo, através da situação de uma comunidade carente do entorno a Fiocruz, anexando fotos que mostram as moradias insalubres e inseguras, famílias amontoadas, esgoto a céu aberto, lixo em locais impróprios, etc. Analisa as condições de vida desta comunidade constatando problemas gravíssimos como a prostituição infantil, o alcoolismo, a gravidez na adolescência que tem aumentado os casos de sífilis e HIV e as doenças que atingem com mais freqüência essa população segundo os serviços de saúde local. Aponta os principais problemas na atenção básica e no acesso aos serviços reforçando a tese que os projetos governamentais são insuficientes para atender a demanda. Propõe ações para melhorar as condições de atendimento e acesso aos serviços de saúde pelas populações carentes.

Seminário Métodos em Epidemiologia: Estudo de Coorte.

Descrição: 
Apresentação que tem o objetivo de expor as atividades de estudo de coorte no Brasil e em outros países como forma de incentivá-los, a nível nacional, devido a sua grande contribuição para o desenvolvimento nutricional, principalmente em áreas onde a mortalidade infantil é acentuada. Inclui os tipos e alguns exemplos de estudos de coorte, principalmente o de Pelotas – RS, analisando a metodologia de estudo, diretrizes, estratégias de buscas e a situação atual. Mostra dados estatísticos de nascimentos, mortalidade neonatal, % de gordura corporal aos 18 anos, escolaridade aos 18 anos, mudança de renda, média de altura e casos de gravidez até os 19 anos, além dos motivos pelos quais os estudos de coorte são imprescindíveis no Brasil.

Participa SUS: Política Nacional de Gestão Participativa.

Descrição: 
Documento elaborado pela Secretaria de Gestão Participativa que visa apresentar a política que vai orientar as ações do governo na promoção e aperfeiçoamento da gestão democrática no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Sua origem fundamenta-se tanto no programa de governo como nas deliberações emanadas por ocasião da 12ª Conferência Nacional de Saúde. O documento é uma das prioridades expressas no atual Plano Nacional de Saúde (PNS), que identifica a necessidade do fortalecimento das instâncias do controle social realizado pelos Conselhos de Saúde e propõe a capacitação dos diversos segmentos que os compõem.

A Gestão dos sistemas de serviços de saúde no seculo XXI.

Descrição: 
Apresenta uma visão geral dos sistemas integrados de serviços de saúde na atenção à saúde. Apresenta as diferenças entre os sistemas fragmentados e integrados, os fatores decisórios nas políticas de saúde e o perfil profissional do gestor contemporâneo do sistema de serviços de saúde.

Estudos ecológicos: análise de dados espaciais

Descrição: 
Apresentação sobre o cronograma do curso com as disciplinas a serem oferecidas em cada aula. Expõe o conceito de análise de dados espaciais aplicados na área de saúde para a construção do SIG (Sistema de Informação Geográfica). Mostra os conceitos estatísticos fundamentais e suas fórmulas, além dos tipos de dados a serem analisados e a forma de usá-los estatisticamente.

Páginas

Inscreva-se em Learning Object