Álcool na Gravidez

Objetivo educacional: 
Prover informações sobre o uso do álcool (Etanol) e seus efeitos adversos durante a gravidez
Descrição: 
O consumo de álcool na gravidez está contraindicado, pois ao passar pela placenta, o álcool tem de ser metabolizado pelo fígado do bebê, permanecendo no seu organismo durante algum tempo podendo causar: Má formação e retardo mental; alterações no rosto e diminuição do tamanho do crânio; retardo no desenvolvimento e no crescimento; aumento do risco de aborto; problemas cardíacos; aumento do risco do bebê nascer antes do tempo e abaixo do peso. Outra consequência da ingestão de álcool na gravidez é a síndrome do alcoolismo fetal, que é caracterizada por retardo no crescimento do bebê dentro do útero e após o nascimento, problemas de fala e raciocínio, diminuição da coordenação motora e problemas de coração. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre esse assunto com Leda Aquino, pediatra e coordenadora da Campanha Gravidez sem Álcool da Sociedade Brasileira de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro.
Autor/Criador: 
Figueredo, Rafael
Paiva, Christovão
Morato, Marcela

Contribuidor:

Editora/Publicador:

Linguagem:

Formato:

Data da publicação: 
02/19/2018
Ano de Publicação: 
2 018
Descrição dos direitos autorais: 
Uso não comercial - Partilha nos mesmos termos 3.0 Não adaptada CC BY NC - SA
Direitos autorais: 
Fundação Oswaldo Cruz
Nível de agregação: 
1-Menor nível
Contexto Educacional: 
Aperfeiçoamento
Público Alvo: 
Profissionais, Alunos, População em geral