A política de saúde, a epidemiologia e as práticas sanitárias - o caso da cidade do Rio de Janeiro[3]

Descrição: 
Assume-se o pressuposto que as dimensões da técnica e da política consubstanciaram em determinados padrões organizacionais, fazendo parte da maneira de atuar em saúde do Estado Brasileiro. Os propósitos de governo e os métodos desdobrados a partir do desenvolvimento científico da saúde pública assumiram pesos determinantes sobre as organizações sanitárias. O trabalho busca analisar estas questões no contexto da Cidade do Rio de Janeiro. O autor disponibiliza os e-mails: maranhao@ensp.fiocruz.br e emaranhao@hotmail.com para futuros contatos. Arquivo disponível para leitura e/ou download no ícone ao lado.

Linguagem:

Formato:

Fonte: 
Saúde em Foco-Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro ano VII , No 18, agosto 1998- Carlos Eduardo Aguilera Campos
Descrição dos direitos autorais: 
Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada (CC BY-NC-ND 3.0)