pt-br

Malária : tratamento, prevenção e controlo

Descrição: 
Programa apresentado pelo autor, professor Jorge Atouguia, Médico Especialista em Medicina Tropical, sobre o tratamento, prevenção e controlo da Malária. Produção no âmbito do projeto “Saúde Tropical”, para formação de técnicos de saúde, de países africanos de língua portuguesa. Programa apresentado pelo autor, professor Jorge Atouguia, Médico Especialista em Medicina Tropical, sobre o tratamento, prevenção e controlo da Malária. Produção no âmbito do projeto “Saúde Tropical”, para formação de técnicos de saúde, de países africanos de língua portuguesa.

Curso Virtual sobre Chikungunya

Descrição: 
Este curso, ofrecido en la modalidad a distancia, tiene como principal objetivo instrumentalizar a los profesionales que actúan en el área de la salud para el manejo clínico profesional oportuno dentro de la atención que se ofrece en el primer nivel, a las personas afectadas por la fiebre de chikungunya. El curso está dividido en dos partes: La unidad 1 contiene información sobre la epidemiología, el cuadro clínico, el diagnóstico, las acciones de vigilancia y la organización del servicio de salud para el chikungunya, además de presentar la importancia de la educación permanente en salud. El material didáctico se compone de materiales en medios variados. Los contenidos de los vídeos y los textos son complementarios y por lo tanto se recomienda que ambos sean explorados con atención. La unidad 2 contiene casos clínicos donde el participante podrá pensar sobre la mejor forma de manejar los casos con sospechas de tener esta enfermedad.

Perdoar

Descrição: 
O perdão é um processo mental ou espiritual de cessar o sentimento de ressentimento ou raiva contra outra pessoa ou contra si mesmo, decorrente de uma ofensa percebida, diferenças, erros ou fracassos, ou cessar a exigência de castigo ou restituição. O perdão pode ser considerado simplesmente em termos dos sentimentos da pessoa que perdoa, ou em termos do relacionamento entre o que perdoa e a pessoa perdoada. É normalmente concedido sem qualquer expectativa de compensação, e pode ocorrer sem que o perdoado tome conhecimento (por exemplo, uma pessoa pode perdoar outra pessoa que está morta ou que não se vê há muito tempo). Em outros casos, o perdão pode vir através da oferta de alguma forma de desculpa ou restituição, ou mesmo um justo pedido de perdão, dirigido ao ofendido, por acreditar que ele é capaz de perdoar. O perdão é o ato de se desprender do ressentimento. Vem do coração, é sincero, generoso e não fere o amor próprio do ofensor. Não impõe condições humilhantes, tampouco é motivado por orgulho ou ostentação. O verdadeiro perdão se reconhece pelos atos e não pelas palavras. Existem religiões que incluem disciplinas sobre a natureza do perdão, e muitas destas disciplinas fornecem uma base subjacente para as várias teorias modernas e práticas de perdão. A apresentadora Yasmine Saboya conversa sobre o tema com a estudante, Andreia Pereira da Silva; com a psicóloga e pesquisadora, Adriana Santiago; e com o mediador de conflitos, Tomaz Solberg. Participantes: Eduardo Costa, repórter; Andreia Pereira da Silva, estudante; Alessandra Galvão, especialista em atendimento.

Bruxismo

Descrição: 
Bruxismo também é conhecido como o rangido e/ou cerramento dos dentes. É uma condição muito comum que afeta aproximadamente de 30 a 40 milhões de crianças e adultos nos Estados Unidos. Os médicos ainda não entendem completamente as causas que levam ao bruxismo. As possíveis razões físicas ou psicológicas para esse distúrbio podem incluir: sensações de ansiedade, estresse, raiva, frustração ou tensão; alinhamento anormal dos dentes superiores e/ou inferiores (má oclusão); outros problemas do sono, como a apneia do sono; resposta à dor de ouvido ou dor de dente (principalmente em crianças); refluxo do ácido estomacal para o esôfago e para a boca; efeito colateral incomum de alguns medicamentos psiquiátricos, tais como certos antidepressivos; e complicação de uma doença, tal como a doença de Huntington ou doença de Parkinson. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre esse tema com a professora da clínica de disfunção mastigatória UFRJ, Rhianna Barreto.

Infecção Urinária

Descrição: 
Um problema que costuma atingir mais as mulheres do que os homens, mas que também é comum em crianças e idosos de ambos os gêneros. A infecção urinária provoca dor e vontade frequente de fazer xixi. O programa vai explicar porque essas infecções acontecem, falar sobre o tratamento adequado e ensinar como preveni-las. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre o assunto com o urologista, membro da Sociedade Brasileira de Urologia, Alfredo Canalini.

Herpes e Herpes Zoster

Descrição: 
Existem oito diferentes vírus da família herpes que podem causar doença em humanos. Dentre eles, os herpes tipo 1, 2 e 3 provocam quadros semelhantes de lesões de pele que podem reaparecer após um período variável de ausência de sintomas. O herpes tipo 1 é responsável pelo quadro de herpes oral, que se caracteriza por vermelhidão, ardor e pequenas bolhas preenchidas com líquido claro, comumente na região do lábio ou na parte interna da boca. O herpes tipo 2, por outro lado, é o principal responsável pelo quadro de herpes genital. Observamos também vermelhidão, ardor e pequenas bolhas com líquido claro na região da vulva, pênis ou ânus, ou ainda em regiões como nádegas e virilha. O herpes tipo 3 é mais conhecido como vírus da varicela (catapora). A infecção inicial ocorre frequentemente durante a infância, através do contato com secreções orais, e é seguida pelo quadro clássico da catapora, com lesões avermelhadas espalhadas pelo corpo e pequenas bolhas com líquido claro. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre o assunto com Danielle Medeiros da Sociedade Brasileira de Dermatologia-RJ.

Processo Transexualizador

Descrição: 
Transexuais são pessoas que nascem com um determinado gênero com o qual não se identificam e sofrem muito com isso. Desde 2008, o Ministério da Saúde entende que essas pessoas têm o direito de adequar a imagem do seu corpo ao gênero com que se identificam e, por isso, o processo transexualizador foi incluído no SUS. O Ligado em Saúde vai falar sobre o assunto, explicar quais os procedimentos que fazem parte do processo e informar onde estão os centros habilitados para realizá-lo, além de dizer o que é necessário para fazê-lo pelo Sistema Único de Saúde. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre o assunto com o psiquiatra do Hospital Universitário Pedro Ernesto (UERJ), Miguel Chaloub. Participantes: Víctor Cassiano; Vinícius Cassiano; Erika da Silva de Souza (mãe); Kathyla Katheryne Valverde.

PICS: Terapia Comunitária Integrativa

Descrição: 
O programa apresenta mais uma edição da série especial sobre Práticas Integrativas e Complementares no SUS. Dessa vez, o assunto é a Terapia Comunitária Integrativa, que se propõe a cuidar da saúde comunitária, especialmente em espaços públicos. Para conhecer melhor essa terapia, a apresentadora Marcela Morato conversa sobre o assunto com a psicóloga e pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz), Vera Frossard.

Agentes Comunitários de Saúde

Descrição: 
Pessoas fundamentais nas engrenagens do Sistema Único de Saúde-SUS, os agentes comunitários de saúde são parte essencial da Estratégia de Saúde da Família e têem um papel muito importante no acolhimento, pois é, em geral membro da equipe e que também faz parte da comunidade que atua, o que permite a criação de vínculos mais facilmente, propiciando o contato direto com a equipe. São profissionais que conhecem a comunidade e as famílias, sabem das histórias de cada um e chegam mais pertinho dos usuários do Sistema Único de Saúde. Participantes: Cecília Portugal, médica de família e comunidade; Ilton Rosa Neto, líder comunitário; Fábio Falcão Monteiro, agente de saúde; Priscila Vanccin, coordenadora da Atenção Básica de Augustinópolis/TO; Yatha Anderson Maciel, enfermeiro e idealizador do Projeto "Agentes da Alegria"; Gedean Alves Filho, agente de combate a endemias; Cleania Oliveira, agente comunitário de Saúde.

Viver com câncer na infância

Descrição: 
Embora o diagnóstico de câncer tenha deixado de ser uma sentença de morte, o impacto da doença na vida de uma pessoa ainda é muito grande. Quando se é criança, a notícia e a convivência com o câncer e o tratamento precisa de atenções ainda mais especiais. E é sobre esse tema delicado que é viver com câncer na infância que a apresentadora Yasmine Saboya conversa com a dona de casa, Marluce Ferreira; com a representante da Casa de Apoio à Criança com Câncer Santa Teresa, Sandra Nóbrega; e com a psicóloga do Instituto Nacional do Câncer (INCA), Ana Beatriz Rocha Bernat. Demais participanates: Santa Casa da Misericórdia Hospital da Criança Santo Antônio; Laís Goulart, mãe da Fiorela; Ricardo Sukiennik, pediatra; "O Doutorzinho"; Cláudio Galvão de Castro, pediatra oncologista.

Páginas

Inscreva-se em pt-br