Diagnóstico

Tuberculose: diagnóstico

Descrição: 
Este vídeo apresenta as principais técnicas laboratoriais de diagnóstico da tuberculose. Participação de Miguel Viveiros e Jorge Ramos, micobacteriologistas. Esta produção aconteceu no âmbito do projeto “Saúde Tropical”, para formação de técnicos de saúde, de países africanos de língua portuguesa. Atouguia, Jorge - Tuberculose [Em linha] : diagnóstico. Realização de Helder Matta e Silva; Tecnólogo Vítor Almeida. Lisboa : Universidade Aberta, 2008. 1 prog. vídeo (28 min., 35 seg.) Link do vídeo: https://vimeo.com/user34119652/review/148614368/c22507c328

Malária: o diagnóstico

Descrição: 
Este videograma apresenta os vários tipos de diagnóstico da Malária. Inclui depoimento de Luís Távora Tavira, Médico Especialista em Patologia Clínica. Produção no âmbito do projeto “Saúde Tropical”, para formação de técnicos de saúde, de países africanos de língua portuguesa. Referência Videográfica: Atouguia, Jorge - Malária [Em linha] : o diagnóstico. Realização de Helder Matta e Silva; Tecnólogo Vítor Almeida. Lisboa : Universidade Aberta, 2007. 1 prog. vídeo (18 min., 09 seg.) Link do vídeo: https://vimeo.com/user34119652/review/148565394/45f33611dd

Curso de atualização do manejo clínico da dengue

Descrição: 
 Este curso é resultado de uma parceria entre o Ministério da Saúde e a Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS). O objetivo da iniciativa é fazer com que médicos e enfermeiros da atenção básica e da urgência e emergência aprendam ou se aperfeiçoem no diagnóstico e tratamento da dengue. A expectativa é de que a capacitação dos profissionais, por meio de quatro casos clínicos que ocorrem comumente no dia a dia, possibilite uma redução ainda maior dos casos graves e da mortalidade pela doença.Por meio do esforço das autoridades brasileiras e da sociedade civil para controlar a doença, o Brasil conseguiu reduzir em 28% o número de casos de dengue entre 2010 e 2011. Os registros e óbitos da doença também têm alcançado significativas quedas ao longo dos anos.A redução sustentada no número de casos graves e óbitos se deve, principalmente, à organização da rede pública de saúde em todo o país, a ampliação no fluxo de atendimento e, sobretudo, ao diagnóstico precoce. Também se destaca como contribuição para esta redução, o esforço dos profissionais de saúde e as atividades de vigilância e controle do mosquito Aedes aegypti, realizadas pelos agentes de saúde e população, contribuindo dessa maneira na redução do impacto das epidemias de dengue.Neste ano, o governo federal repassou a um conjunto de munícipios vulneráveis para ocorrência da doença, um adicional de recursos de R$ 92,8 milhões para ações de prevenção e controle.O curso é composto por módulos, totalmente autoinstrutivo, não há tutores, podendo ser feito diretamente pela internet. São quatro casos clínicos a serem solucionados pelos participantes. Cada caso deve demandar, em média, 15 minutos para ser completado, podendo estender-se de acordo com a necessidade de pesquisa dentro do conteúdo do curso.A plataforma à distância é compatível com smartphones. Assim, o profissional de saúde poderá acessar o conteúdo via Ipad ou Iphone. Outra opção é efetuar o download do conteúdo e desenvolver o curso sem acesso à rede, por computador ou celular.Médicos e enfermeiros podem ainda compartilhar experiências por meio de redes sociais, como o Facebook e, também, participar de enquetes e fórum de discussão promovidos na plataforma do curso. Outra ferramenta disponível é um aplicativo para o sistema Android que pode ser baixado no celular para guiar o profissional da saúde quando efetuar a classificação clínica da doença.Nós acreditamos que esse curso será uma ferramenta adicional na qualificação de nossas equipes de médicos e enfermeiros da atenção básica e de urgência e emergência, pois oferecerá os conhecimentos necessários para manejar, diagnosticar e tratar os casos de dengue.

A nova tecnologia Genexpert e seu impacto na organização de novos serviços, captação de casos e controle da tuberculose droga resistente - Betina Durovni

Autor:

Descrição: 
 Palestra proferida por Betina Durovni, superintendente da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS-RJ), durante a sessão científica do Centro de Estudos da Escola Nacional de Saúde Pública, realizada no Auditório do Salão Internacional da Escola (ENSP/Fiocruz) no dia 27 de fevereiro de 2013. A atividade foi coordenada por Gisele O’Dwyer e Jesus Pais Ramos, coordenadores de Ensino e Pesquisa do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria/ENSP e do Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF). O mediador da sessão foi o chefe do CRPHF, Miguel Aiub Hijjar.  Apresentou o Estudo-piloto de implementação do GeneXpert para o diagnóstico da tuberculose pulmonar em dois municípios no Brasil, realizado no Rio de Janeiro e em Manaus. Segundo Betina, a inovação no tratamento da TB é fundamental para diminuir o número de casos. O objetivo do estudo foi estimar, em condições de rotina de unidades públicas de saúde de dois municípios do Brasil, o impacto da implementação do teste Xpert na detecção de casos de TB pulmonar e na detecção de tuberculose multirresistente.Arquivos disponíveis para leitura:http://www5.ensp.fiocruz.br/biblioteca/imagens/powerpoint.jpgArquivos disponíveis para áudio:http://www5.ensp.fiocruz.br/biblioteca/imagens/audio.jpg O Centro de Estudos da ENSP (Ceensp) é um importante espaço de atualização científica, com a troca permanente de experiências e conhecimentos entre pesquisadores de instituições do Brasil e de vários países, que vêm a Escola para debates com pesquisadores, alunos e demais interessados em contribuir com os diversos temas da saúde pública. O objetivo é apresentar e consolidar reflexões para a realidade de saúde púública e para o sistema de ciência e tecnologia. O Ceensp é um componente estratégico para a formação dos alunos, destinado a circulação de idéias e de diálogo com os diversos setores da saúde pública. 

Curso de Atualização do Manejo Clínico da Dengue

Descrição: 
Este curso é resultado de uma parceria entre o Ministério da Saúde e a Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS). O objetivo da iniciativa é fazer com que médicos e enfermeiros da atenção básica e da urgência e emergência aprendam ou se aperfeiçoem no diagnóstico e tratamento da dengue.A expectativa é de que a capacitação dos profissionais, por meio de quatro casos clínicos que ocorrem comumente no dia a dia, possibilite uma redução ainda maior dos casos graves e da mortalidade pela doença. Por meio do esforço das autoridades brasileiras e da sociedade civil para controlar a doença, o Brasil conseguiu reduzir em 28% o número de casos de dengue entre 2010 e 2011. Os registros e óbitos da doença também têm alcançado significativas quedas ao longo dos anos.O curso é composto por módulos, totalmente autoinstrutivo, não há tutores, podendo ser feito diretamente pela internet. São quatro casos clínicos a serem solucionados pelos participantes. Cada caso deve demandar, em média, 15 minutos para ser completado, podendo estender-se de acordo com a necessidade de pesquisa dentro do conteúdo do curso. A plataforma à distância é compatível com smartphones. Assim, o profissional de saúde poderá acessar o conteúdo via Ipad ou Iphone. Outra opção é efetuar o download do conteúdo e desenvolver o curso sem acesso à rede, por computador ou celular.
Inscreva-se em Diagnóstico