Herpes Genital

Infecções sexualmente transmissíveis: úlceras genitais

Descrição: 
Este vídeo apresenta a epidemiologia, as manifestações clinicas, o diagnóstico e o tratamento da sífilis, cancróide e herpes genital. Esta produção aconteceu no âmbito do projeto “Saúde Tropical” para formação de técnicos de saúde, de países africanos de língua portuguesa. Referência Videográfica: Atouguia, Jorge - Infecções sexualmente transmissíveis [Em linha] : úlceras genitais. Realização de Helder Matta e Silva; Tecnólogo Vítor Almeida. Lisboa : Universidade Aberta, 2007. 1 prog. vídeo (26 min., 15 seg.) Link do vídeo: https://vimeo.com/user34119652/review/148727440/c9d1d02933

Herpes e Herpes Zoster

Descrição: 
Existem oito diferentes vírus da família herpes que podem causar doença em humanos. Dentre eles, os herpes tipo 1, 2 e 3 provocam quadros semelhantes de lesões de pele que podem reaparecer após um período variável de ausência de sintomas. O herpes tipo 1 é responsável pelo quadro de herpes oral, que se caracteriza por vermelhidão, ardor e pequenas bolhas preenchidas com líquido claro, comumente na região do lábio ou na parte interna da boca. O herpes tipo 2, por outro lado, é o principal responsável pelo quadro de herpes genital. Observamos também vermelhidão, ardor e pequenas bolhas com líquido claro na região da vulva, pênis ou ânus, ou ainda em regiões como nádegas e virilha. O herpes tipo 3 é mais conhecido como vírus da varicela (catapora). A infecção inicial ocorre frequentemente durante a infância, através do contato com secreções orais, e é seguida pelo quadro clássico da catapora, com lesões avermelhadas espalhadas pelo corpo e pequenas bolhas com líquido claro. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre o assunto com Danielle Medeiros da Sociedade Brasileira de Dermatologia-RJ.
Inscreva-se em Herpes Genital