Fundação Oswaldo Cruz

Arboviroses

Descrição: 
Arboviroses são as doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, Zika vírus, febre chikungunya e febre amarela. A classificação "arbovírus" engloba todos aqueles transmitidos por artrópodes, ou seja, insetos e aracnídeos (como aranhas e carrapatos). Existem 545 espécies de arbovírus, sendo que 150 delas causam doenças em seres humanos. Apesar de a classificação arbovirose ser utilizada para classificar diversos tipos de vírus, como o mayaro, meningite e as encefalites virais, hoje a expressão tem sido mais usada para designar as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, como o Zika vírus, febre chikungunya, dengue e febre amarela. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre esse assunto com a infectologista do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas da Fiocruz, Otília Lupi. Participação de: Gabriel Sylvestre Ribeiro, coordenador de Entomologia ED Brasil.

Bruxismo

Descrição: 
Bruxismo também é conhecido como o rangido e/ou cerramento dos dentes. É uma condição muito comum que afeta aproximadamente de 30 a 40 milhões de crianças e adultos nos Estados Unidos. Os médicos ainda não entendem completamente as causas que levam ao bruxismo. As possíveis razões físicas ou psicológicas para esse distúrbio podem incluir: sensações de ansiedade, estresse, raiva, frustração ou tensão; alinhamento anormal dos dentes superiores e/ou inferiores (má oclusão); outros problemas do sono, como a apneia do sono; resposta à dor de ouvido ou dor de dente (principalmente em crianças); refluxo do ácido estomacal para o esôfago e para a boca; efeito colateral incomum de alguns medicamentos psiquiátricos, tais como certos antidepressivos; e complicação de uma doença, tal como a doença de Huntington ou doença de Parkinson. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre esse tema com a professora da clínica de disfunção mastigatória UFRJ, Rhianna Barreto.

Infecção Urinária

Descrição: 
Um problema que costuma atingir mais as mulheres do que os homens, mas que também é comum em crianças e idosos de ambos os gêneros. A infecção urinária provoca dor e vontade frequente de fazer xixi. O programa vai explicar porque essas infecções acontecem, falar sobre o tratamento adequado e ensinar como preveni-las. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre o assunto com o urologista, membro da Sociedade Brasileira de Urologia, Alfredo Canalini.

Herpes e Herpes Zoster

Descrição: 
Existem oito diferentes vírus da família herpes que podem causar doença em humanos. Dentre eles, os herpes tipo 1, 2 e 3 provocam quadros semelhantes de lesões de pele que podem reaparecer após um período variável de ausência de sintomas. O herpes tipo 1 é responsável pelo quadro de herpes oral, que se caracteriza por vermelhidão, ardor e pequenas bolhas preenchidas com líquido claro, comumente na região do lábio ou na parte interna da boca. O herpes tipo 2, por outro lado, é o principal responsável pelo quadro de herpes genital. Observamos também vermelhidão, ardor e pequenas bolhas com líquido claro na região da vulva, pênis ou ânus, ou ainda em regiões como nádegas e virilha. O herpes tipo 3 é mais conhecido como vírus da varicela (catapora). A infecção inicial ocorre frequentemente durante a infância, através do contato com secreções orais, e é seguida pelo quadro clássico da catapora, com lesões avermelhadas espalhadas pelo corpo e pequenas bolhas com líquido claro. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre o assunto com Danielle Medeiros da Sociedade Brasileira de Dermatologia-RJ.

Processo Transexualizador

Descrição: 
Transexuais são pessoas que nascem com um determinado gênero com o qual não se identificam e sofrem muito com isso. Desde 2008, o Ministério da Saúde entende que essas pessoas têm o direito de adequar a imagem do seu corpo ao gênero com que se identificam e, por isso, o processo transexualizador foi incluído no SUS. O Ligado em Saúde vai falar sobre o assunto, explicar quais os procedimentos que fazem parte do processo e informar onde estão os centros habilitados para realizá-lo, além de dizer o que é necessário para fazê-lo pelo Sistema Único de Saúde. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre o assunto com o psiquiatra do Hospital Universitário Pedro Ernesto (UERJ), Miguel Chaloub. Participantes: Víctor Cassiano; Vinícius Cassiano; Erika da Silva de Souza (mãe); Kathyla Katheryne Valverde.

PICS: Terapia Comunitária Integrativa

Descrição: 
O programa apresenta mais uma edição da série especial sobre Práticas Integrativas e Complementares no SUS. Dessa vez, o assunto é a Terapia Comunitária Integrativa, que se propõe a cuidar da saúde comunitária, especialmente em espaços públicos. Para conhecer melhor essa terapia, a apresentadora Marcela Morato conversa sobre o assunto com a psicóloga e pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz), Vera Frossard.

Febre Reumática

Descrição: 
A febre reumática é uma das 300 doenças reumáticas conhecidas, que são enfermidades que afetam o aparelho locomotor, ou seja, os ossos, articulações, cartilagens, músculos, tendões e ligamentos. É uma doença provocada pelos anticorpos que o corpo do próprio paciente produzem, após uma infecção causada pela bactéria estreptococo hemolítico do grupo AE a febre reumática é a única que pode ser prevenida. Por isso, o programa fala sobre ela e vai esclarecer seus sintomas, diagnóstico, tratamento e formas de prevenção. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre o assunto com a chefe do Serviço de Reumatologia do Hospital Clementino Fraga Filho, Blanca Bica. Participações de Cristiane dos Santos Pontes, mãe de Emanuely Pacífico dos Santos, adolescente de 15 anos e Evandro Pacífico dos Santos, pai da paciente.

Pragas Urbanas

Descrição: 
Pragas urbanas são espécies de insetos ou animais que infestam os campos e cidades provocando danos à nossa saúde. E podem picar, morder, danificar alimentos e objetos e ainda transmitir doenças ao homem. Elas geralmente se procriam no inverno e se espalham no verão, época em que as baratas, ratos, mosquitos, moscas, cupins, pombos, formigas e outros são mais vistos. As pragas migram para as zonas urbanas buscando alimentação e abrigo, o que é proporcionado pelo próprio homem, quando esses mantêm ambientes sujos e quando depositam lixo em locais inadequados. Dentre as principais espécies encontradas em áreas urbanas destaca-se as baratas, os pombos e as formigas. São necessárias algumas ações para a prevenção do deslocamento de pragas para as áreas urbanas, como: não amontoar lixo ou materiais em desuso, manter alimentos em locais fechados, vistoriar depósitos e locais onde alimentos são armazenados periodicamente, mantendo o local sempre limpo. Ao detectar a presença de qualquer espécie é importante acionar uma equipe especializada em controlar pragas e vetores para que o local seja inspecionado e, após a inspeção, seja realizada a erradicação de tais espécies. A apresentadora Marcela Morato conversa com o pesquisador e professor do Laboratório de Vetores da ENSP/Fiocruz, Eduardo Dias Wermelinger sobre essas pragas.

Práticas integrativas no SUS: naturopatia

Descrição: 
Vídeoaula sobre Práticas integrativas no SUS: naturopatia com o médico Daniel Rodrigues, coordenador do curso de naturologia da Unisul – Santa Catarina e presidente da Sociedade Brasileira de Naturologia. A apresentadora Marcela Morato conversa com ele sobre naturopatia ou medicina naturopata, que é um sistema de medicina baseado no poder de cura da natureza. Naturopatia é um sistema holístico, ou seja, os médicos naturopatas esforçam-se para encontrar a causa da doença pela compreensão do corpo, mente e espírito da pessoa. A maioria dos médicos naturopatas usam uma variedade de terapias e técnicas (como a nutrição, a mudança de comportamento, fitoterapia, homeopatia e acupuntura). Há duas áreas de foco em naturopatia: uma é apoiar as habilidades de cura do próprio corpo, e o outro é capacitar pessoas para fazer mudanças de estilo de vida necessárias para a melhor saúde possível. Enquanto os médicos naturopatas tratam através de sessões curtas da doença e condições crônicas, sua ênfase é na prevenção da doença e reeducação de pacientes.

Crianças de 2 anos

Descrição: 
Vídeoaula sobre Crianças de 2 anos, exibido em 14/08/2017 no programa Ligado em Saúde. De repente aquele bebê simpático e tranquilo começa a dizer não. Ele agora faz valer suas vontades e reage contrariado. Os pais costumam ficar perdidos e nem sempre agem da melhor forma. O resultado é choro, briga, gritaria e muito desgaste emocional tanto para os pais, como para os filhos. A causa para esse período é simplesmente o próprio desenvolvimento natural da criança. A fase dos 2 anos de idade é um período de grandes mudanças para ela. A fase dos 2 anos é um período tão complicado que costuma ser comparada a adolescência. É sobre essa fase que a apresentadora Marcela Morato conversa com a psicanalista, Sonia Motta. Participação de Ana Clara Werneck, mãe dos gêmeos Rafael e do Tomás.

Páginas

Inscreva-se em Fundação Oswaldo Cruz