Recursos Educacionais

 

Apresentação que expõem detalhadamente a análise de tumbas e, em nível paleopatológico, dos significados das desarticulações entre ossadas e entre os ossos de uma mesma ossada, encontrados na costa norte do Peru. Expõe as suas conclusões buscando sedimentar o valor simbólico que certas evidências físicas trazem e revelam acerca do ônus social que os mortos tinham tanto antes quanto após sua morte.
Tags: Paleopatologia
Apresentação que analisou casos de erosão e traumatismos em ossadas encontradas na Cidade de Caral, no Peru, para construir uma visão mais clara sobre a ideologia dos habitantes da região, suas práticas e suas perspectivas em relação à morte. Os estudos concluíram que, conforme a posição em que foram encontradas as ossadas e a disposição dos esqueletos nas tumbas foram o ponto de partida para a articulação de um contexto arqueológico revelador e ainda muito propenso a novas descobertas.
Tags: Paleopatologia
Apresentação que aborda o valor da paleopatologia para a antropologia forense detalhando aspectos filosóficos de diversas estruturas ósseas, destacando patologias e especificidades que podem ser reveladoras acerca do estilo de vida e da idade de cadáveres. Analisa os conceitos essenciais a uma autópsia conclusiva, destacando a importância de se anular a tendência a especulação e a subjetividade nas avaliações.
Tags: Paleopatologia
Apresentação que traz algumas considerações a respeito da experiência de trabalho dos legistas de Porto Alegre. Destaca a importância de fraturas e de alterações anatômicas para identificação de ossadas, ou de características de fenótipo ou genótipo como a etnia, a altura, o sexo, etc. Salienta que a identificação de ossadas só pode ser considerada plena e conclusiva se houver elementos de comparação, isto é referências como raio-X e arcada dentária que sejam capazes de concretizar as especulações.
Tags: Medicina Legal
Apresentação que trata do estudo de análises morfológicas e antropológicas para identificar os movimentos de migração dos povos que habitavam as Américas. As análises mostraram que as migrações ocorreram por vias terrestres e marítimas e que existiam diferentes rotas dentro dos caminhos percorridos. Relata que a migração dos povos ameríndios, primeiro para a Europa e depois para América do Sul, causou grande perda da variabilidade genética desses povos, entretanto esta pode ser recuperada por meio de estudos feitos no DNA mitocondrial dos ossos encontrados.
Tags: Paleopatologia
Apresentação que expõe uma visão ampla da evolução dos estudos arqueológicos e sobre as modernas hipóteses paleopatológicas que muito o auxiliaram nos estudos sobre as especificidades do povo Inca. Foram analisadas amostras de esqueletos dos Incas, dos Séculos XV e XVI, encontrados no Vale de Rimac. Cita novas metodologias para investigações arqueológicas.
Tags: Paleopatologia
Apresentação que estudou e analisou o DNA dos americanos nativos e dos americanos modernos e a relação entre eles, como forma de identificar as migrações de povos que formaram a atual população americana. Alerta para a dificuldade de se avaliar grandes períodos de tempo devido a mudanças culturais, anatômicas e de idioma e que nos últimos 20 anos muitos geneticistas discutiram a evidência de migrações múltiplas, o que a autora discorda. Os americanos nativos modernos pertencem a um dos cinco “halougroups” descobertos e os outros quatro são difundidos na Ásia.
Tags: Paleopatologia
Apresentação baseada em documentos de séculos passados para discutir diversas doenças no continente americano. Utiliza a forma de descrição das doenças nos textos antigos para demonstrar como eles iam evoluindo e de que modo esses documentos eram traduzidos na época. A pesquisa analisou textos do século XV em diante e concluiu que a diferença na estrutura e no ponto de vista dessa documentação foi muito importante para o estudo de diversas patologias em diferentes épocas no continente.
Tags: Paleopatologia
Estudo morfológico comparativo dos esqueletos mais antigos da América do Sul, que analisou 81 crânios provenientes da Lagoa Santa em Minas Gerais. Os resultados mostraram que a população paleoíndia da América do Sul era diferente da população de ameríndios e semelhantes aos áustralo-melanésios. O objetivo do estudo é gerar uma estrutura cronológica do desenvolvimento do modo e das condições de vida dos povos que viveram no continente americano.
Tags: Paleopatologia
Apresentação que faz, através de uma revisão de literatura, uma comparação dos primeiros textos médicos encontrados em Portugal, datados do final do século XVI, e o que se sabe hoje sobre prevenção e tratamento de doenças, levando-se em consideração o público alvo, o contraste com as formas atuais de divulgação científica, os conceitos de doença e intervenção terapêutica e suas relações com os conceitos e práticas atualmente vigentes.
Tags: Revisão de Literatura

Páginas