Recursos Educacionais

 

Apresentação que discute métodos analíticos em paleopatologia e a preocupação da autora com a pesquisa de DNA antigo. Analisa a paleopatologia como disciplina para que não se esqueça os métodos de análise não destrutivo básico (DNA antigo) que revelam diagnósticos importantes para esse estudo.
Tags: Paleopatologia
Apresentação que expõem detalhadamente a análise de tumbas e, em nível paleopatológico, dos significados das desarticulações entre ossadas e entre os ossos de uma mesma ossada, encontrados na costa norte do Peru. Expõe as suas conclusões buscando sedimentar o valor simbólico que certas evidências físicas trazem e revelam acerca do ônus social que os mortos tinham tanto antes quanto após sua morte.
Tags: Paleopatologia
Apresentação que analisou casos de erosão e traumatismos em ossadas encontradas na Cidade de Caral, no Peru, para construir uma visão mais clara sobre a ideologia dos habitantes da região, suas práticas e suas perspectivas em relação à morte. Os estudos concluíram que, conforme a posição em que foram encontradas as ossadas e a disposição dos esqueletos nas tumbas foram o ponto de partida para a articulação de um contexto arqueológico revelador e ainda muito propenso a novas descobertas.
Tags: Paleopatologia
Apresentação que faz, através de uma revisão de literatura, uma comparação dos primeiros textos médicos encontrados em Portugal, datados do final do século XVI, e o que se sabe hoje sobre prevenção e tratamento de doenças, levando-se em consideração o público alvo, o contraste com as formas atuais de divulgação científica, os conceitos de doença e intervenção terapêutica e suas relações com os conceitos e práticas atualmente vigentes.
Tags: Revisão de Literatura
Apresentação que trata dos estudos da morfologia de esqueletos feitos em grupos de não-mongolóides que migraram da Europa para a América. Quando migrou para o Brasil Central, esse grupo de indivíduos se instalou em cavernas e abrigos de pedras que hoje são sítios arqueológicos. Os restos de ossos estudados foram encontrados em Lagoa Santa, em Minas Gerais.
Tags: Paleopatologia
Apresentação que aborda as pesquisas e os estudos sobre os Quilombos que existiam na região oeste do estado de Minas Gerais, revelando as peculiaridades do modo de vida e da estrutura dessas sociedades, além de ressaltar a sua grande importância para os estudos arqueológicos. Inclui plantas de Quilombos do Século XVIII que deixavam claro como eram a estrutura, a organização e a divisão de trabalho nesses abrigos.
Tags: Paleopatologia
Apresentação baseada em documentos de séculos passados para discutir diversas doenças no continente americano. Utiliza a forma de descrição das doenças nos textos antigos para demonstrar como eles iam evoluindo e de que modo esses documentos eram traduzidos na época. A pesquisa analisou textos do século XV em diante e concluiu que a diferença na estrutura e no ponto de vista dessa documentação foi muito importante para o estudo de diversas patologias em diferentes épocas no continente.
Tags: Paleopatologia
Estudo morfológico comparativo dos esqueletos mais antigos da América do Sul, que analisou 81 crânios provenientes da Lagoa Santa em Minas Gerais. Os resultados mostraram que a população paleoíndia da América do Sul era diferente da população de ameríndios e semelhantes aos áustralo-melanésios. O objetivo do estudo é gerar uma estrutura cronológica do desenvolvimento do modo e das condições de vida dos povos que viveram no continente americano.
Tags: Paleopatologia
Trabalho que tem o objetivo de expor a questão da gestão dos recursos humanos em saúde, gestão administrativa e financiamento no SUS, apresentando quadros de distribuição de médicos por estados e por regiões do Brasil. Analisa verdades e mentiras no que diz respeito ao exercício de atividades no setor de saúde no interior do país, a questão salarial, a inexistência de um plano de carreiras, entre outras. Credita a falta de especialistas no Brasil a precarização do ensino e a falta de políticas públicas verdadeiras no setor.
Tags: SUS
Apresentação que visa discutir a gestão dos recursos humanos em saúde no Brasil e no mundo, abordando pontos como o descumprimento de metas de desenvolvimento, a exaustão de reformas excludentes, persistência de iniqüidades (90% dos recursos atendem 12% da população mundial), enfermidades negligenciadas como a AIDS na África e a carência mundial de profissionais em saúde. Expõe dados estatísticos de expectativa de vida, trabalhadores na área da saúde por continente, recursos usados na remuneração de trabalhadores, entre outros.
Tags: Gestão de Recursos Humanos

Páginas