UNA-SUS/UFMA abre matrículas para cursos sobre Saúde Sexual e Reprodutiva

A partir dessa terça-feira (13), médicos atuantes da Atenção Básica podem se matricular nos cursos à distância sobre Saúde Sexual e Reprodutiva. A oferta é da Universidade Federal do Maranhão, integrante da Rede UNA-SUS, e tem como objetivo capacitar médicos para o atendimento às mulheres, tanto na fase da gestação quanto no planejamento reprodutivo.

Com carga horária de 45 horas, os cursos estão divididos em dois módulos, que podem ser realizados de forma independente. As matrículas podem ser realizadas até o dia 20 de abril de 2017, pelo link. O início é imediato.

Para a Professora de Saúde Coletiva da UNA-SUS/UFMA Paola Trindade Garcia, a escolha dos temas atende às necessidades atuais sobre questões relativas à saúde sexual e reprodutiva das mulheres. Paola explica que os profissionais de saúde devem estar atentos ao tema de forma a oferecer um atendimento integral e adequado, que respeite os princípios e diretrizes do SUS.  “Estes cursos são de extrema importância para o SUS uma vez que potencializam a educação permanente e qualificação dos profissionais que estão inseridos nos serviços de saúde, possibilitando que estes ofereçam atenção mais adequada, de acordo com os protocolos, diretrizes e recomendações do Ministério da Saúde de forma atualizada e pertinente”, afirma professora, que também é uma das responsáveis pela revisão pedagógica do curso.

Saúde Sexual e Reprodutiva I – Esse primeiro módulo da capacitação traz conteúdos voltados a diversos temas relacionados à gravidez e ao atendimento das gestantes. As três unidades abordam tópicos como atenção ao pré-natal, com foco na Rede Cegonha; intercorrências, urgências e emergências na gestação; atenção ao puerpério. Dessa forma, são tratados assuntos que envolvem organização do processo de trabalho, do serviço de saúde e aspectos do planejamento.

Outros temas abordados no curso estão relacionados desde ao acompanhamento da gravidez de baixo risco e de suas possíveis variações, promoção da saúde, gestação em situações especiais, assistência ao parto, até as questões legais relacionadas à gestação, ao nascimento e ao puerpério.

Também serão trabalhadas síndromes hipertensivas, diabetes mellitus gestacional, toxoplasmose, HIV/Sífilis, abortamento, anemias, entre outras intercorrências, além de ações gerais relacionadas à assistência no puerpério e aleitamento materno.  A prevenção e controle do zika vírus também é um dos temas do curso.

Saúde Sexual e Reprodutiva II - O segundo módulo discute as principais ações voltadas para uma atenção integrada à saúde da mulher. Os temas versam sobre as principais ações ligadas ao planejamento reprodutivo, infertilidade, prevenção e rastreios dos cânceres de colo de útero e de mama. Também são abordadas as ações básicas de prevenção e assistência que devem ser implementadas na atenção integral às doenças sexualmente transmissíveis, com enfoque nas síndromes clínicas (úlceras, corrimentos e verrugas), infecções por HPV, Aids, hepatites virais e principais condutas recomendadas.

Por fim, o curso traz a questão da violência doméstica e sexual, com pontos legais e clínicos que devem ser compartilhados com toda Estratégia de Saúde da Família para melhor atender às pacientes nessas condições tão delicadas.

Fonte: SE/UNA-SUS, com informações da UNA-SUS/UFMA