Modelo de ambulatório virtual (cyber ambulatório) e tutor eletrônico (cyber tutor) para aplicação na interconsulta médica, e educação à distância mediada por tecnologia - Chao Lung Wen

Descrição: 
A Internet é atualmente uma das maiores e mais abrangentes redes de computadores do mundo. Graças à incorporação de diversas tecnologias de segurança e banco de dados na web, a Internet se tornou um bom ambiente para o desenvolvimento de aplicações de telemedicina que necessitem de poucos requisitos computacionais. A sistematização do processo de teleatendimento e a construção de um ambiente de apoio ao diagnóstico e terapêutica permitem integrar os aspectos de teleassistência e teleducação, que é o objetivo deste trabalho. Por outro lado, além de usar a tecnologia é preciso também desenvolver novos materiais iconográficos, de modo a utilizar melhor os recursos computacionais e oferecer novas ferramentas aos educadores. Através de uma equipe formada por médico especialista em telemedicina, médicos das especialidades (das áreas de Patologia, Fisiatria e Dermatologia), analistas de sistema, web designer e digital designer, foram desenvolvidos os sistemas de Cybertutor e Cyberambulatório, para aplicar em modelos educacionais que reunissem a videoconferência e a internet, usandose dois modelos de teleducação: um baseado em 3 fases e outro em 4 fases. Os sistemas foram desenvolvidos em ASP com banco de dados MS-SQL. Para aprimorar os recursos iconográficos, foram desenvolvidos 5 vídeos de animação usando modelagem gráfica com 3D Studio Max (4 de amputação e 1 de ciclo do pêlo), para serem utilizados nos cursos de teleducação. Os dois cursos criados usando Cybertutor com videoconferência foram: discussão anátomo-clínica baseada em autópsia e Fisiatria (abordagem de amputados). Também foi implementado o ambiente de teleassistência em dermatologia integrado aos modelos de Aprendizado Baseado em Problema e Medicina Baseada em Evidência. Foram ainda disponibilizados módulos para gerenciamento de diretrizes diagnósticas, referências bibliográficas, aulas didáticas, interação medicamentosa, vigilância epidemiológica e acompanhamento de performance, entre outros. A incorporação do uso da telemedicina na prática clínica necessita que se desenvolva estratégias para capacitar os médicos no uso da informática e telemedicina. Para consolidação da telemedicina é importante a existência de núcleos tecnológicos multiprofissionais e o desenvolvimento de macro ações. Arquivo disponível para leitura e/ou download no ícone ao lado.

Linguagem:

Formato:

Fonte: 
Arq12924
Descrição dos direitos autorais: 
Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada (CC BY-NC-ND 3.0)