Cultura como resistência: novos saberes, novos atores, novas práticas - Mônica Nunes

Descrição: 
Apresentou os resultados de sua tese de doutorado defendida na Universidade de Montreal (Canadá). Mônica apresentou os resultados de um estudo feito na cidade de Cachoeira (BA), que analisou a relação entre os rituais do Candomblé e a psiquiatria. Explicou que muitas pessoas psicóticas usavam a linguagem do Candomblé como forma de estabelecer laços sociais com outras pessoas da região. A mesa foi coordenada pela pesquisadora do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental (LAPS/ENSP/FIOCRUZ), Nina Soalheiro. Os arquivos estão disponíveis para audição, leitura e/ou download nos ícones ao lado.

Linguagem:

Formato:

Fonte: 
Arq7165 e 7166
Descrição dos direitos autorais: 
Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada (CC BY-NC-ND 3.0)

Tags (palavra-chave):