Determinantes sociais de saúde mental.

Descrição: 
Apresentação que analisa os determinantes sociais de saúde mental em população de funcionários públicos do Rio de Janeiro, através de dados do Estudo Pró-Saúde. A pesquisa levou em consideração aspectos como: Avaliação de efeitos da experiência pessoal de violência física no desenvolvimento, a persistência de transtornos mentais comuns, estresse no ambiente de trabalho, apoio social no trabalho, ocupação e trabalho em regime de plantão, entre outros. O estudo Pró-Saúde é um estudo de coorte que tem como objetivo principal a investigação de determinantes sociais de perfis de morbidade física e mental, bem como de comportamentos de saúde, a partir de uma população de funcionários técnico-administrativos de uma universidade pública. A importância do estudo se deve ao fato dos transtornos mentais produzirem 8% da carga global de doenças e 90% dessas pessoas apresentam Transtornos Mentais Comuns (TCM), caracterizados por distúrbios não-psicóticos, como a depressão e a ansiedade.

Linguagem:

Formato:

Fonte: 
Arq6833
Descrição dos direitos autorais: 
Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada (CC BY-NC-ND 3.0)

Tags (palavra-chave):