Políticas de educação permanente no Brasil.

Descrição: 
Palestra que discute sobre o campo da educação permanente e como ela pode gerar estratégias junto ao Programa Saúde da Família. Alerta para o fato que é impossível falar em educação permanente sem pensar na saúde da família, pois esta é uma estratégia que possibilita avanços importantes no SUS, como a ampliação do acesso a atenção básica pela população brasileira. Propõe a inclusão de equipes de saúde bucal dentro do PSF, possibilitando assim um serviço inédito para todos. Ressalta o fato de não haver profissionais especificamente preparados para trabalhar com a lógica do PSF e a baixa remuneração, como os principais problemas dentro do Programa, e afirma que a educação permanente é o ponto chave para amenizar esses problemas. Ressaltou a importância dos 96 Pólos de Educação Permanente em atividade no país, que reúnem as experiências dos gestores, atores e dos profissionais de saúde, na formulação de melhores políticas de saúde, buscando assim ampliar seus relacionamentos com os 31 Pólos de Saúde da Família existentes.

Linguagem:

Formato:

Fonte: 
Arq731
Descrição dos direitos autorais: 
Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada (CC BY-NC-ND 3.0)

Tags (palavra-chave):